CPFL e prefeitura lançam projeto de arborização mais segura

Iniciativa prevê a doação de 1.800 mudas e a substituição de árvores que oferecem risco à segurança da população e à rede elétrica

Foto: Divulgação

A CPFL Energia, um dos maiores grupos privados do setor elétrico brasileiro, e a Prefeitura de Jacarezinho assinam hoje o convênio para a realização do Projeto Arborização + Segura no município. O programa tem o objetivo de promover maior segurança à população por meio do plantio de espécies arbóreas que convivam de forma harmônica com o contexto urbano e suas estruturas, como redes elétrica, de água, esgoto, telefonia, calçamentos e iluminação pública, entre outros.

De acordo com dados da Diretoria de Relações Institucionais e Sustentabilidade da CPFL Paulista, entre julho de 2017 e julho de 2018, Jacarezinho registrou 597 ocorrências de falta de energia, sendo que 17% delas foram causadas por árvores, apenas na zona urbana da cidade. A cidade, que faz parte da área de concessão da CPFL Santa Cruz, está entre os 10 municípios mais críticos em desligamentos por causa de árvores da distribuidora.

Com a implantação do projeto Arborização + Segura, as árvores que oferecem riscos à população e a integridade das redes elétricas serão identificadas por meio de um inventário realizado em parceria com a Prefeitura. Após criteriosa avaliação e autorização junto aos órgãos competentes, esses exemplares serão substituídos paulatinamente por novas espécies mais adequadas para o convívio harmônico com o contexto urbano.

Com investimento de R$ 150 mil ao longo de cinco anos, o projeto prevê a doação de mais 1.800 mudas de porte adequado para o plantio sob a rede de energia elétrica, três vezes o número de árvores que serão substituídas. A revitalização da arborização reduz a necessidade de podas e aumenta a segurança da população. Entre as espécies que serão doadas estão Quaresmeira, Manacá-da-Serra, Aroeira, Jasmim-Manga, Cereja-do-Rio-Grande e Pata-de-Vaca.

“Fomentar projetos de revitalização da arborização urbana, desenvolvidos em parcerias com prefeituras, está em linha com nossos objetivos de contribuir para o desenvolvimento sustentável das comunidades em que atuamos”, afirma o diretor de sustentabilidade da CPFL Energia, Rodolfo Sirol. Somente em 2018, onze novas parcerias com prefeituras municipais já haviam sido firmadas no Rio Grande do Sul. Jacarezinho é a primeira do ano no Paraná.

Recentemente, a CPFL Energia conquistou um reconhecimento da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o projeto. O Arborização + Segura foi escolhido pela ONU para ser apresentado durante o SDG in Brazil – The role of the private sector, em evento realizado em Nova Iorque (EUA) no último dia 26 de setembro. A iniciativa do Grupo CPFL foi o único projeto do setor elétrico no painel “floresta, clima e agrobusiness”, que contou com apresentação do Sirol sobre o case.

Redução na interrupção de falta de energia

Criado pela CPFL Energia em 2015, o Arborização + Segura vem promovendo a revitalização da arborização urbana em 27 municípios atendidos por distribuidoras do Grupo e contribuiu para reduzir em 17,6% os casos de falta de energia por queda e toque de árvore na rede elétrica nos municípios de Amparo e Itatiba, dois dos primeiros parceiros do projeto. Os esforços com o projeto se somam a outras iniciativas desenvolvidas pelo Grupo para melhorar a qualidade do fornecimento de energia aos seus clientes, como a realização de podas preventivas e a adoção de redes compactas, que reduzem o contato de galhos de árvores.

No Estado de São Paulo, os municípios parceiros do projeto são: Itatiba, Ourinhos, Amparo, Timburi, Jaguariúna, Hortolândia, Itapetininga e Morungaba; No Rio Grande do Sul, são parceiros: Antônio Prado, Serafina Corrêa, Feliz, Iraí, Santa Rosa, Passo Fundo, Três Passos, Veranópolis, Uruguaiana, Santiago, Venâncio Aires, Gramado, Erechim, Alegrete, Santo  ngelo, São Luiz Gonzaga, Nova Petrópolis e Santa Cruz do Sul. No Paraná, o município de Barra do Jacaré também participa da iniciativa.

A seleção de espécies adequadas a serem plantadas reduz as interferências da vegetação nas redes elétrica, de telefonia, de água e esgoto e oferece, ainda, melhor acessibilidade das pessoas às calçadas, conciliando o fornecimento de energia com a melhoria da qualidade de vida da população.

Benefícios da Arborização Mais Segura

A arborização das vias urbanas têm influência direta sobre a rede de distribuição de energia elétrica e a qualidade do fornecimento de energia. Em dias de temporais, grande parte das interrupções do fornecimento de energia é causada por quedas de galhos e de árvores sobre a rede elétrica. No primeiro semestre de 2018, foram registradas 40.683 interrupções causadas por vegetação nas 679 cidades atendidas pelo Grupo. Em média, 2/3 do tempo em que o cliente fica sem energia decorre de interferências da vegetação na rede.

Para minimizar esse impacto, além do Projeto Arborização + Segura, as distribuidoras da CPFL Energia também realizam podas preventivas para evitar riscos à segurança da população e danos à rede elétrica. As podas seguem rigorosos critérios técnicos para evitar agressões desnecessárias às árvores e são monitoradas por especialistas em meio ambiente.

O contato das árvores com a rede elétrica pode trazer consequências sérias como:

Vazamentos de corrente elétrica da rede para o solo (por meio das árvores), podendo inclusive atingir pedestres, principalmente em caso de chuvas;

Rompimento de condutores, com risco de acidentes com pessoas;

Risco de curto-circuito, com interrupção do fornecimento de energia, interferência no sistema de sinalização, desligamento da iluminação pública e comprometimento dos sistemas de segurança e danos aos equipamentos do sistema elétrico, etc.

Sobre a CPFL Energia

A CPFL Energia, há 105 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização e serviços. Desde janeiro de 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior companhia de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.

Com 14% de participação, a CPFL Energia é vice-líder no mercado de distribuição, totalizando cerca de 9,4 milhões de clientes em 679 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 14% na venda para consumidores finais. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.

Na geração, é a terceira maior agente privada do País, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis, como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Ao final do primeiro trimestre de 2018, a capacidade instalada do Grupo CPFL alcançou 3.283 MW.

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da B3 e ADR Nível III na NYSE, além de participar do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3 pelo 13º ano consecutivo. O Grupo também ocupa posição de destaque como um dos maiores investidores brasileiros em arte, cultura e esporte.